Poesia de Magno Oliveira: Amazônia

Sou Magno Oliveira, poeta. Membro do Conselho Municipal de Cultura de Poá.  Organizo projetos e eventos culturais por acreditar na cultura e educação como elementos de transformação desta nossa sociedade.

Todas as segundas neste blog publicarei uma obra de minha autoria. Às quartas, no Folhetim Cultural. Sou repórter esportivo do Jornal Plural.

Estudo Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo.



Poesia: Amazônia


As aves não mais voam
Os peixes não mais nadam
Os pássaros não mais cantam
As pessoas não mais se amam.

Tudo isso por culpa do homem e da sua maldade
Por culpa do homem e da sua falta de caridade.

As nossas matas desmatadas
As nossas florestas devastadas
Nossos animais em extinção
Nosso medo da poluição.

A Amazônia é nossa! Devemos protegê-la.
A Amazônia é nossa! Devemos amá-la.
Viva o verde, viva a Amazônia,
Viva os índios, viva a alegria.